Quinta-feira, 14 de Maio de 2009

Telefonema de uma filha para o seu pai no final das férias de fim-de-semana.

- Olá pai. Sou eu, a Fátima.
- Fatinha! Ia partir agora. Está tudo bem?
- O cão desmaiou.
- O cão o quê?
- Desmaiou. Está aqui deitado dentro da tua cama.
- Estás doida? Tira-o já de lá! O que é que ele tem? Comeu alguma coisa estragada?
- Acho que não. Acho que foi de lhe ter limpo o focinho com amoníaco...
- Hã? Para quê?
- Para lhe tirar a tinta branca do focinho. Na embalagem dizia para não se cheirar...
- Ei, calma lá! Mas que história vem a ser essa? Qual tinta???
- A tinta branca do spray, para pintar o carro.
- O Toyota? Riscaste-me o carro a brincar na garagem? Maria de Fátima diz-me a verdade!
- O que é que tu queres? A chave de parafusos escapou-se-me das mãos.
- Mas para que foste tu brincar com uma chave de parafusos para o pé do carro??
- Não estava a brincar pai. Tem dó, estava a tentar arranjar-te o farol ...
- Maria de Fátima, tu partiste-me o farol do carro?
- ...o farol, o pára-choques...
- O quê??? O que é que vocês andaram a fazer na minha ausência? Andaram à pedrada ao meu carro, ou quê?!
- À pedrada não andámos, mas andámos aos pontapés ...
- Ai mau Maria, mau Maria, mau Maria!!!
- A ideia foi do João, pai ... ele é que disse para dar pontapés na chapa que ela acabava por se endireitar.
- Não, isto não está a acontecer ...
- Espera pai, vou passar ao João.
(- João, atura-o tu agora um bocadinho)
- Está? João? João, tu que és mais crescido e responsável, ouve bem o que o teu pai te vai perguntar, o que está a acontecer exactamente?
- O cão desmaiou ...
- Porra! Eu já sei que o cão desmaiou. Eu não quero saber do cão para nada.
Eu quero saber o que aconteceu ao meu carro e quero saber já!
- O teu carro despistou-se e foi contra uma árvore.
- Quê??? Despistou-se? Contra uma árvore?? Mas tu ainda estás a tirar a carta e foste guiar o meu carro sem a minha autorização???
- Eu? Eu não, a Fatinha é que ia a guiar.
- Chama JÁ a tua irmã ao telefone. JÁ!
- Ela está ali a falar com o cão e diz que não pode vir ...
- JÁÁÁ!
(- Fátima, olha a fera ao telefone)
- Está pai, o que queres agora??
- @*!!x* para ti Maria de Fátima, quero saber já, neste momento e neste instante, que história é essa do desastre?
- Bem, se começas a ser malcriado comigo não te digo nada!
- Maria de Fátima!? Alô? Alô?... Mariazinha de Fátimazinha Almeidazinha não me deixes a mostardazinha chegar-me ao narizinho... é um conselhozinho de quem te quer bem!
- Ah! Com esses inhos todos já gosto! Vês como as coisas tratadas com ternura e amor pelo próximo resultam melhor? Então é assim, alguém tinha de ir buscar o João à esquadra, como tu não estavas cá, fui eu no teu carro. À vinda da esquadra ...
- Esquadra??? Da polícia???
- Sim, conheces outra?!!!
- O-que-é-que-o-teu-irmão-fez, Maria de Fátima?
- Não-sei, vou chamá-lo pai Almeida. (-João, é a tua vez!)
- João, eu não me vou pôr com rodeios. O que é que fizeste?
- Soquei o primeiro transeunte que se cruzou comigo, ali na Rua Augusta.
- .gaaaa....
- A sério! Tu farias o mesmo na minha situação!
- gggg?
- Foi assim: estava a passear calmamente quando um velhinho tropeçou e caiu, ali mesmo ao meu lado. Eu não fiz mais nada senão chamar os tipos da ambulância (é ambulantes que se diz?) quando chegaram, acusaram-me de os ter incomodado sem razão, pois uma quedazinha daquelas não justificava a sua vinda. Eu irritei-me, tu sabes como eu odeio aqueles que desprezam a terceira idade, e esbofeteei o velhinho dizendo-lhes em alto e bom som .
- Então e isto??? Já justifica a vossa vinda? Seus ...»
Coitado. Tinha acabado de se conseguir levantar e lá voou direitinho ao chão de novo.
Então eles pegaram no velho e levaram-no para o hospital. Minutos depois apareceu a policia. Eu contei-lhes toda a verdade e aqueles gajos não me prenderam nem nada!!
Disseram que estaladas e coisas assim estavam sempre a acontecer e que não valia a pena terem-nos chamado só por causa disso. Eu irritei-me, tu sabes como eu odeio aqueles que desprezam a terceira idade, e preguei um bom soco no primeiro transeunte que me surgiu à frente, dizendo em alto e bom som
- Então e isto??? Já justifica a vossa vinda? Seus ...
Para grande pena minha, o desgraçado que apanhou o soco era outro velhinho. Tu sabes como eu respeito a terceira idade. A bófia então pegou em mim e levou-me para a esquadra, finalmente.
No dia seguinte a Fatinha veio buscar-me no teu carro ... foi aí que ela se espetou na árvore aí a cerca de quinze quilómetros por hora.
- Ufff! Ao menos isso. Vinham devagarinho então.
- Devagarinho? Não! Vínhamos a mais de cem quando nos despistámos.
- Então mas acabaste de dizer que chocaram a quinze...
- Ai a Fatinha não te disse??? Entrámos aí a uns 190 dentro do parque, nos arbustros, banquinhos e caixotes de lixo baixámos para 150, depois foi a fonte do repuxo e finalmente o amontoado de velhinhos que costumam, isto é costumavam, jogar às cartas nas mesinhas do parque ... foi um final suave. E foi uma grande sorte pai, para nós e para o teu carro.
-Estás a ouvir pai?
-Está lá?? Alô???...
-Ei mana, telefona agora tu para a mãe.
- O que é que eu digo, a mesma história?
- Ah! Pode ser, mas ao menos troca os personagens, sei lá, surpreende-me!
- Olá mãe. Sou eu, a Fátima!
- Fatinha, minha filha, está tudo bem? O pai desmaiou ... agarrado ao coração!

Créditos: nadirzenite.blogspot.com


publicado por LMB às 19:39 | link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

15
16

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Books Invoicing

a propósito: o universo c...

limpar portugal

lx: debaixo dos pés

é a vida

pangea ultima

PECa

memória: peggy lee

iSilly

'like angels'

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Abril 2004

tags

37/2007

500 miles

7 maravilhas

abril

agostinho da silva

água

alentejo

algarve

allsopp

amazon

american

amero

amigos

anatomia

anos 60

apollo

apollonius

apple

apple. mac

applestore

apr

arrábida

arrabida

art building

arte

artsoft

astarte

atlântida

att

auschwitz

auto

azeitão

bacalhau

bairro alto

banco

bento

berenice abbott

biblia

bic

bijagós

bizplan

boi

casa portuguesa

computing

cosmos

creiro

cromos

cupertino

dakar

design

dias da radio

do fundo do baú

erp

europa

fiat

fred astaire

gene kelly

gourmet

hansaworld

história

ido mas não esquecido

igreja

iphone

ipod

jazz

lisboa

mac

mac os x

macworld

mafra

marketing

marte

memoria

merchandising

microsoft

mirror world

modelo

motor

mundo

natal

new york

nova iorque

outono

pavarotti

porto

portugal

renovaveis

rodrigo leão

rtp

russia

service

setubal

sic

star tracking

tejo

titanic

trizle

universo

verão

vida

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds