Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

Faz hoje.
Um dos intervenientes nesta Primavera académica -e da qual J.Hermano Saraiva saíu a perder- é agora candidato ao 'bem-bom' europeu. É *vital* que vá?
Sentes que um tempo acabou
Primavera de flor adormecida
Qualquer coisa que não volta, que voou
Que foi um rio, um ar, na tua vida

E levas em ti guardado
O choro de uma balada
Recordações do passado
O bater da velha cabra

[Balada de despedida do 5º ano jurídico de Coimbra 88-89]


tags:

publicado por LMB às 23:41 | link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Anónimo a 18 de Abril de 2009 às 01:16
acho que falta esta garra genuína nos dias de hoje quando se fala em 'contestação estudantil', o ensino superior é amorfo 40 anos depois. Pior ainda: sem rumo para os estudantes. Se antes havia o perigo =real= da guerra ultramarina, hoje, o cenário também mata: desemprego, fome, revolta contida, depressão e morte.
Eu estava em Direito, em Abril de 1969. Eu vivi isto, só não sei se viverei muito mais para voltar a ver algo que revolucionasse de novo o ensino. Fumus boni juris.
C.H.F.


De Rita a 18 de Abril de 2009 às 17:18
Já sei que vou levar uma carga de porrada da geração do meu pai mas que se lixe cá vai...
É vulgar dizer que a minha geração ( tenho 38) e as que se seguiram são gerações adormecidas e sem garra. Mais, quando alguém destas gerações contesta esta análise, é vulgar ter como resposta que foi bem mais difícil à geração estudantil de há 40 anos porque vivia em clima de repressão. Discordo plenamente. A repressão hoje em dia é bem mais violenta. A geração do meu pai, embora com a liberdade condicionada não era obrigada a viver ao ritmo alucinante de hoje. Tinha tempo para pensar, reunir, reflectir e até combinar os termos da insubordinação. A minha geração não tem esse tempo. Ou entra na correria e sobrevive ou morre.
E quem nos colocou nesta situação foi a geração do meu pai. Por isso o mínimo que podem fazer pela minha geração e as seguintes é não nos apelidarem de amorfos. Estamos só a tentar sobreviver.


Comentar post

mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

15
16

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Books Invoicing

a propósito: o universo c...

limpar portugal

lx: debaixo dos pés

é a vida

pangea ultima

PECa

memória: peggy lee

iSilly

'like angels'

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Abril 2004

tags

37/2007

500 miles

7 maravilhas

abril

agostinho da silva

água

alentejo

algarve

allsopp

amazon

american

amero

amigos

anatomia

anos 60

apollo

apollonius

apple

apple. mac

applestore

apr

arrábida

arrabida

art building

arte

artsoft

astarte

atlântida

att

auschwitz

auto

azeitão

bacalhau

bairro alto

banco

bento

berenice abbott

biblia

bic

bijagós

bizplan

boi

casa portuguesa

computing

cosmos

creiro

cromos

cupertino

dakar

design

dias da radio

do fundo do baú

erp

europa

fiat

fred astaire

gene kelly

gourmet

hansaworld

história

ido mas não esquecido

igreja

iphone

ipod

jazz

lisboa

mac

mac os x

macworld

mafra

marketing

marte

memoria

merchandising

microsoft

mirror world

modelo

motor

mundo

natal

new york

nova iorque

outono

pavarotti

porto

portugal

renovaveis

rodrigo leão

rtp

russia

service

setubal

sic

star tracking

tejo

titanic

trizle

universo

verão

vida

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds