Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009
Dizem que custou 3,2M€ a revitalização da zona, ao abrigo do nunca-mais-anda-nem-acaba programa 'Polis'. Efectivamente, quem a viu e quem a vê, nota diferença substancial: ficou bonito, bem bonito mesmo, os 3,5 hectares. Mas...
Com tanto hectare e com tanto milhão, faz-me sempre confusão (rima e é verdade) que, em planta, não se vislumbre (estimados Arquitectos isto é para vós) que uma rampa de acesso ao equipamento de apoio ao parque (Bar e já lá vamos) se absolutamente necessária para pessoas com limitações físicas, não se infere daí que as restantes tenham de fazer o mesmo percurso; não que daí venha mal ao mundo, mas é estranho um terraço de esplanada com cota desnivelada sem guarda e sem escada.
O novo parque urbano de Albarquel tem, à data da foto, sete mesinhos. Voltado para uma das mais belas baías do mundo segundo consta e todos constatam, seria de prever que a 'aragem marítima' desse cabo do verniz barato que revestem os bancos. 3,2M deveriam contemplar em orçamento um revestimento capaz de durar mais algum tempo, digamos, 24 meses. O resultado final é já um ar desmazelado ao final de duzentos dias.
Bar/Café/Esplanada: desde que a fumarada cigarreira foi empurrada para o exterior, as esplanadas multiplicam-se (há males que acabam por vir por bem) e esta, com a tal localização de eleição, é um sítio que o concessionário deveria ter em atenção: as mesas são para estar limpas, o chão é para ser varrido, os cinzeiros são para estar lá fora e limpos, parte disto, é também válido para o interior. Irrita-me o estilo de negócio com um par de funcionários(as) atrás do balcão high-tech onde o cliente paga primeiro, é servido depois, transporta aquilo que já pagou, limpa a cadeira, limpa a mesa, limpa o cinzeiro e toma a bica fria. Pior: é que ninguém lhe paga para isto.
Não é preciso ir à 'prrofundurra' da questão para se perceber aquilo que é tão óbvio.

tags:

publicado por LMB às 23:11 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

15
16

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Books Invoicing

a propósito: o universo c...

limpar portugal

lx: debaixo dos pés

é a vida

pangea ultima

PECa

memória: peggy lee

iSilly

'like angels'

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Abril 2004

tags

37/2007

500 miles

7 maravilhas

abril

agostinho da silva

água

alentejo

algarve

allsopp

amazon

american

amero

amigos

anatomia

anos 60

apollo

apollonius

apple

apple. mac

applestore

apr

arrábida

arrabida

art building

arte

artsoft

astarte

atlântida

att

auschwitz

auto

azeitão

bacalhau

bairro alto

banco

bento

berenice abbott

biblia

bic

bijagós

bizplan

boi

casa portuguesa

computing

cosmos

creiro

cromos

cupertino

dakar

design

dias da radio

do fundo do baú

erp

europa

fiat

fred astaire

gene kelly

gourmet

hansaworld

história

ido mas não esquecido

igreja

iphone

ipod

jazz

lisboa

mac

mac os x

macworld

mafra

marketing

marte

memoria

merchandising

microsoft

mirror world

modelo

motor

mundo

natal

new york

nova iorque

outono

pavarotti

porto

portugal

renovaveis

rodrigo leão

rtp

russia

service

setubal

sic

star tracking

tejo

titanic

trizle

universo

verão

vida

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds