Domingo, 23 de Novembro de 2008
Colombo: há o original, enquanto expressão, e o outro, enquanto construção. Outros haverá, mas não são para aqui chamados.
Colombo (o Cristóvão) basicamente pretendia demonstrar pelo ovo levemente estalado na base, algures no meio de um jantar cinco séculos atrás, que as ideias aparentemente simples e óbvias precisam primariamente de alguém para as pensar e colocar em prática, para depois se tornarem realmente óbvias do tipo 'isso até eu fazia'.
Claro que se pelo meio existir impedimentos, naturais ou fabricados, a ideia não vinga.
Vem isto a propósito de há um par de horas ter aberto uma folhita Excel com uma projecção a dez anos de uma 'megastore' de informática, em cenários conservador e optimista. A folha data de 1998; a projecção feita na altura termina 'para o mês que vem', i.e. em Dezembro de 2008. Tem piada isto. Feita meia dúzia de meses depois da pomposa inauguração do Centro Comercial Colombo, a análise versava precisamente esse novo local ali a Benfica.

Por acaso -somente por acaso- esse projecto incluia uma generosa área Apple, distante ainda do futuro conceito que esse fabricante iria ditar mais tarde; seja como for, a bem dizer, eu teria gostado que ele fosse genuinamente Apple, mas obviamente seria insustentável e mesmo que se juntasse todos os produtos correlacionados, talvez a mais recheada prateleira pertencesse à Claris e o restante fosse assim 'a modos' que vazio. Depois, a montante, com a constante indisponibilidade de hardware por parte do fabricante -e para o qual a incompetência de um gaulês estranhamente agarrado a este país, muito contribuiu durante anos- para um mercado tido como periférico, não facilitariam nunca uma 'super-loja-da-marca' sem produtos ou, então, obsoletos.
Com este projecto, acabou por ganhar relevo -e implementação- uma outra insígnia que não a forma de uma maçã.
Poucos anos depois, o mesmo local, voltou a ser alvo de atenção numa hipotética réplica nacional das, agora sim, primeiras lojas norte americanas da marca. Mas para quem vinha de uma 'mercearia' e lhes tinha sido dado um 'supermercado', outras -digamos- prioridades se levantavam. Oportunidade desperdiçada, portanto.
Como tudo na vida é feito de ciclos, não me surpreenderá, por isso, que um novo ciclo idêntico ao original de há uma década, volte, quem sabe, a animar imaginário. Até porque, dos tais 4 'pês' do Marketing (mix not shaken), o 'Place' é dos mais importantes e isto até um merceeiro sabe.

tags:

publicado por LMB às 23:55 | link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

15
16

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Books Invoicing

a propósito: o universo c...

limpar portugal

lx: debaixo dos pés

é a vida

pangea ultima

PECa

memória: peggy lee

iSilly

'like angels'

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Abril 2004

tags

37/2007

500 miles

7 maravilhas

abril

agostinho da silva

água

alentejo

algarve

allsopp

amazon

american

amero

amigos

anatomia

anos 60

apollo

apollonius

apple

apple. mac

applestore

apr

arrábida

arrabida

art building

arte

artsoft

astarte

atlântida

att

auschwitz

auto

azeitão

bacalhau

bairro alto

banco

bento

berenice abbott

biblia

bic

bijagós

bizplan

boi

casa portuguesa

computing

cosmos

creiro

cromos

cupertino

dakar

design

dias da radio

do fundo do baú

erp

europa

fiat

fred astaire

gene kelly

gourmet

hansaworld

história

ido mas não esquecido

igreja

iphone

ipod

jazz

lisboa

mac

mac os x

macworld

mafra

marketing

marte

memoria

merchandising

microsoft

mirror world

modelo

motor

mundo

natal

new york

nova iorque

outono

pavarotti

porto

portugal

renovaveis

rodrigo leão

rtp

russia

service

setubal

sic

star tracking

tejo

titanic

trizle

universo

verão

vida

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds