Sábado, 27 de Junho de 2009


Olhai, senhores,
Esta Lisboa d’outras eras,
Dos cinco réis, das esperas,
E das toiradas, reais.
Das festas,
Das seculares procissões,
Dos populares pregões matinais,
Que já não voltam mais.


Ontem entrei e abanquei pela primeira vez na vida numa clássica casa de fados de Lisboa (where else?) num gentil convite do meu genro. Fui (fomos todos) ao 'Faia'.
Nada tenho contra o fado, simplesmente nunca me cativou e continua a não cativar. É (en)fado ouvir fado e quanto a isso nada a fazer. E não é à falta de convites para que, de alguma forma, pudesse mudar a minha opinião: este meu estimado amigo, dono de vários blogs e profundo conhecedor da matéria, desistiu -deixa-me cá ver- talvez ao final de vinte anos. Nunca conseguiu 'arrastar-me' para escutar algum(a) fadista de outras eras ou algum dos mais recentes.

Ontem, porém, não fui obviamente 'arrastado' para coisa nenhuma, fui e pronto. Uma casa como o 'Faia' para se manter de pé há sessenta e dois anos é porque alguma coisa a impede de cair e, segura e tranquilamente, uma delas é a qualidade da comida (atenção aos preços, porque é um jantar/espectáculo e de 'tasca vadia' nada tem) o serviço irrepreensível e claro está -para entusiastas- as cabeças de cartaz, entre as quais a própria dona: Lenita Gentil.
Os versos lá de cima -'Lisboa antiga'- da dupla Galhardo/Vale e música de Raúl Portela, foram cantados por outra voz experiente: Anita Guerreiro. O único que eu melhor conhecia e aquele que mais gostei também.
Sem ter -nem a irei ter nunca- alma bairrista é, mais que certo, difícil entender a própria alma do fado e se me visse a trabalhar numa casa destas, seguramente que me daria um 'treco' logo nos acordes iniciais sem necessidade de me vencerem pelo cansaço.
Contudo e, porque se tratou de um acto isolado, a experiência resultou muito agradável em primeiro lugar pela companhia familiar e em segundo pela comida e justamente por esta e única ordem.

Cá fora, na Rua da Barroca, em pleno coração do Bairro Alto (continua imundo por sinal) as hordas de gente de copinho plástico na mão ou garrafinha de vidro que mais tarde será atirada para qualquer sítio, inundavam quer essa, quer as outras ruas adjacentes ou o próprio largo de Camões ou o próprio Chiado, para lá da meia noite já. Deve ser sempre assim, eu é que não sou 'visita de casa' (Bairro Alto) nem 'traseunte frequente' da zona e por isso, 'não acumulando milhas', me causou alguma surpresa, admitindo a estoicidade da tal 'crise' instalada... Pois. Aliás, registei 'isso' igualmente na 24 de Julho e em Alcântara.
Mas estou pronto para outra. E sim Patrícia, da próxima, pode ser mesmo Jazz: Chet Baker, mesmo já em diferido, pode constituir uma boa opção.
Foi só uma ideia...

tags:

publicado por LMB às 18:59 | link do post | favorito

De LMB a 28 de Junho de 2009 às 23:57
ó Anónimo: esse última apanhas com facilidade.
Tintos: deixo-te uma recomendação enóloga: 'Serros da Mina' (com S) tinto de 2005 com uns 'modestos' 14,5º da Herdade das Barras, Vila Nova da Baronia, Alvito. Se Baco existe, acertou em cheio.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

15
16

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Books Invoicing

a propósito: o universo c...

limpar portugal

lx: debaixo dos pés

é a vida

pangea ultima

PECa

memória: peggy lee

iSilly

'like angels'

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Abril 2004

tags

37/2007

500 miles

7 maravilhas

abril

agostinho da silva

água

alentejo

algarve

allsopp

amazon

american

amero

amigos

anatomia

anos 60

apollo

apollonius

apple

apple. mac

applestore

apr

arrábida

arrabida

art building

arte

artsoft

astarte

atlântida

att

auschwitz

auto

azeitão

bacalhau

bairro alto

banco

bento

berenice abbott

biblia

bic

bijagós

bizplan

boi

casa portuguesa

computing

cosmos

creiro

cromos

cupertino

dakar

design

dias da radio

do fundo do baú

erp

europa

fiat

fred astaire

gene kelly

gourmet

hansaworld

história

ido mas não esquecido

igreja

iphone

ipod

jazz

lisboa

mac

mac os x

macworld

mafra

marketing

marte

memoria

merchandising

microsoft

mirror world

modelo

motor

mundo

natal

new york

nova iorque

outono

pavarotti

porto

portugal

renovaveis

rodrigo leão

rtp

russia

service

setubal

sic

star tracking

tejo

titanic

trizle

universo

verão

vida

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds