Quinta-feira, 24.12.09
Para os que têm e não têm consoada.

tags:

publicado por LMB às 20:43 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 22.12.09
Há anos que é uma das minhas favoritas: 'Driving home for Christmas'- Chris Rea

tags:

publicado por LMB às 22:42 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 19.10.09

A pouco mais de sessenta dias para mais um Natal, vem-me à memória não uma frase batida (como diz Godinho) mas a montra do Almeida&Oliveira ali perto de S.Domingos, na Baixa lisboeta, de onde saíram inúmeras figuras, enfeites, bolas de vidro e a primeira 'neve' artificial em spray para os pinheiros -na altura- verdadeiros lá de casa e transformados em árvore de Natal. Recordo-me bem dessas montras por esta altura que ciclicamente se repete, mas sem o brilho anterior. Também os olhos são outros, agora.

tags: ,

publicado por LMB às 12:23 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 12.11.08
O Advento entra já dentro de 15 dias, para o Natal ficam depois a faltar umas quatro semanitas. Antes que um ou outro entre, o Chiado, dá o tudo-por-tudo para se manter à tona e fazer derivar para a zona a clientela que por norma tem, desde há alguns anos, o mau hábito de se enterrar em 'shopping centers'. Já no final desta semana, a grande maioria das lojas, cafés e restaurantes vão permanecer abertos até às 23h -menos três horas aos Domingos-, por via da dinâmica da Associação de Valorização do Chiado que, espero, este ano consiga efectivamente colocar movimento naquelas ruas, com ou sem 'crise' -palavrinha em voga todos os anos sejam estes de 'vacas gordas ou magras' e que nunca há-de sair da bocarra do portuga- e que tenha, simultaneamente, um carácter algo pedagógico, pelo menos nas gerações mais novas (aquelas que pensam que as couves nascem em supermercado) e que as faça sentir que o cheiro de cebola frita de múltiplos fast-food-todos-iguais nos 'shopping' está a anos-luz de um aroma de castanhas assadas, na rua.
Não sou adepto de centros comerciais fechadinhos; naturalmente que também por lá passo, mas nunca fiz nem farei desse género de comércio a minha particular eleição. Gosto do conceito outlet de um 'Campera', por não ser gigantesco e por ser agradável, mas sem margem para dúvida, o eixo 'Baixa/Chiado', em Lisboa e Sta.Catarina, no Porto, representam aquilo que efectivamente deve ser o 'centro comercial' por excelência em cidades.

tags: ,

publicado por LMB às 12:55 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 04.12.07


Fui ver ao dicionário dos sinónimos A palavra mais bela, sem igual, Perfeita como a nave dos Jerónimos E o dicionário disse-me: NATAL.

Perguntei aos poetas que releio Gabbriela, Régio, Göthe, Poe, Quental, Lorca, Olegário...
E a resposta veio:
Christmas... Nöel... Natividade... NATAL.

Interroguei o firmamento todo Cobra, formiga, pássaro, chacal!
O aço em chispas, o pipe-line, o lodo! E a voz das coisas respondeu: NATAL!

Pedi ao vento e trouxe-me dispersos Riscos de luz, fragmentos de papel Cânticos, sinos, lágrimas e versos
Um N, um A, um T, um A, um L...

Perguntei a mim próprio e fiquei mudo
Qual a mais bela das palavras, qual? Para que perguntar, se tudo, tudo, Diz: NATAL, diz NATAL, diz NATAL!


Adolfo Simões Müller in "A palavra mais bela"

tags:

publicado por LMB às 18:46 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 02.12.07



Diz aqui um widget que faltam 21 dias, 12h/45'/16" para o Natal. A 'Baixa' é uma tristeza ao Domingo de manhã, mesmo numa altura em que, teoricamente, deveria haver mais agitação; mas claro, isto era antes das 'palettes' de
shoppings: aí há filas de perder a paciência para uma entrada numa dessas 'catedrais', mas na 'Baixa' se é Natal, isto passa ao lado.

Iluminações tradicionais é do mais pobrezito que possa existir; Rossio, se as tem, estarão certamente camufladas; Av. da Liberdade, não tropecei em nenhuma. A R. do Carmo é o que se vê. Nem as montras escapam, já que, boa parte ou ainda não as fez ou nem tão pouco estará nos planos. Estranho minimalismo em algumas, porém.

Mas pronto. Não há 'espírito visual natalício' mas há um magote de maratonistas dominicais juntos com uma horda de ciclistas urbanos, depois dessa ideia peregrina de 'devolver ao povo domingueiro a Praça do Comércio'.

"Olhe, para entrar no Parque de estacionamento da Praça da Figueira não consegue. Está tudo vedado. Plano "B": sobe ao Campo Mártires de Pátria, desce para a Av. da Liberdade e estaciona no Parque dos Restauradores..." - dizia-me um graduado da PSP no início da R. da Palma, depois de ter dado uma volta pelo Rossio, Rua do Ouro, Largo do Caldas e Martim Moniz na tentativa vã de estacionar um paquiderme, qual elefante pela trela em loja de porcelanas.
Gostei do tal "plano B" sugerido. Só que não funcionou. Qualquer tentativa de aceder começava na Praça da Alegria.
Sigo para o meu "plano C": Parque de estacionamento do Largo de Camões. Sorte a minha porque daí para baixo também não se passa. À saída, pelo Largo do Conde Barão (a única) foi uma autêntica hora-de-ponta, só que num Domingo às 11.30h.
A vida costa, ó Costa.

tags: ,

publicado por LMB às 15:05 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 29.11.07

tags:

publicado por LMB às 13:38 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 26.11.07

'Brinde? Mas ó Pai isto trazia um brinde aqui dentro? Qual? E uma fava? Mas para que servia a fava?'.
Não é bem a 'idade dos porquês', mas é quase. É só uma questãozita levantada pelo mais novo dos meus rapazes e, que na verdade, nunca foi grande amante de bolo-rei, mas como nunca é tarde para se começar a gostar (e o inverso também é verdadeiro) entre duas dentadas numa fatia, acabei por meter com ele: 'Vê lá não engulas o brinde ou a fava...'

Antes que ele pensasse que poderia engolir uma Playstation disfarçada de figo cristalizado e ainda pudesse aumentar a estatística de criancinhas que engolem brindes, apressei-me a explicar que isso 'era dantes'. Antes da castrante normalização europeia.
E o brinde era apenas uma tradição por se tratar de um bolo de Natal e, não, não era uma 'coisa' grande: vinha embrulhado muitas vezes em papel de seda ('que é isso?'...) e tanto podia ser uma peça muito pequena em metal, como podia ser um brinde especial colocado a pedido se se mandasse um fazer um bolo-rei numa pastelaria, como a meia-libra ('que é isso?'...) em ouro.
Já a fava tinha o condão de transformar em futuro pagador do próximo bolo-rei aquele que tivesse a pouca sorte de lhe sair a dita numa fatiazinha. 'Então e se eu não tivesse dinheiro para comprar o bolo-rei?' ; 'Azar teu. Tradição é tradição...'

E lá rematei a conversa dizendo que, hoje em dia, o bolo-rei já não traz nem um nem outro apêndice incorporado na massa, porque uns senhores muito 'Hugo Boss' ('ah... esse eu sei!') numa cidade da europa que tem o nome de umas couves que tu gostas muito (.'..Bruxelas?...') decidiram há poucos anos e, depois de exaustiva pesquisa... que os brindes e as favas poderiam constituir uma ameaça mortal para as crianças.
'Ah...pronto. Mas era mais giro com brinde.'

Pois. Eu também acho. Mas tal como nos primeiros anos da República, tudo o que cheirasse a tradição, era imediatamente conotado com a Monarquia. O bolo-rei, também nessa altura passou pela fase de ser rotulado como 'bolo-república', 'bolo-presidente' ou simplesmente e envergonhado 'bolo-r'.
De facto, muitas receitas deste bolo existem por aí: umas muito boas outras muito más, infelizmente as segundas proliferam mais amiúde que as primeiras. Bento Maia (parece um trocadilho comigo mas não é) de seu verdadeiro nome Carlos Bandeira de Melo, explica e bem como realmente se deve fazer um t-r-a-d-i-c-i-o-n-a-l bolo-rei no livro que editou em 1904: "Tratado de cozinha e de copa". E sim, inclui brinde e fava.

Mas será, hoje em dia, conveniente que assim não se proceda ou lá estará a organização de combate ao 'crime pasteleiro organizado': os senhores ASAE. E, por voltar a falar neles, noto, que os comentários e artigos de opinião se vão avolumando no blogoesfera no que toca à actuação desmedida que esta entidade tem vindo a tomar em situações que ultrapassam em muito o conceito 'defesa do consumidor'. Um desses 'post' está escrito por um jornalista que prezo, Rui Vasco Neto, no seu blog 'setevidascomoosgatos', com o título 'o sabonete ASAE' e, que me acabou por levar a conhecer algo que foi uma surpresa: um cd com composições deste jornalista.



tags:

publicado por LMB às 17:58 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

15
16

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

consoada: estrela d'alva

todos os anos é a mesma c...

montras

Advento

Palavra

Dr. Estranho Natal e Dona...

'Xmas time'- Se existiu, ...

Bolo rei normalizado

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Abril 2004

tags

37/2007

500 miles

7 maravilhas

abril

agostinho da silva

água

alentejo

algarve

allsopp

amazon

american

amero

amigos

anatomia

anos 60

apollo

apollonius

apple

apple. mac

applestore

apr

arrábida

arrabida

art building

arte

artsoft

astarte

atlântida

att

auschwitz

auto

azeitão

bacalhau

bairro alto

banco

bento

berenice abbott

biblia

bic

bijagós

bizplan

boi

casa portuguesa

computing

cosmos

creiro

cromos

cupertino

dakar

design

dias da radio

do fundo do baú

erp

europa

fiat

fred astaire

gene kelly

gourmet

hansaworld

história

ido mas não esquecido

igreja

iphone

ipod

jazz

lisboa

mac

mac os x

macworld

mafra

marketing

marte

memoria

merchandising

microsoft

mirror world

modelo

motor

mundo

natal

new york

nova iorque

outono

pavarotti

porto

portugal

renovaveis

rodrigo leão

rtp

russia

service

setubal

sic

star tracking

tejo

titanic

trizle

universo

verão

vida

todas as tags

gestão para Mac
Image and video hosting by TinyPic
blogs SAPO
subscrever feeds