Domingo, 23 de Setembro de 2007

[...]Na ponta sul do mouchão ainda persistem as instalações da nascente da outrora famosa Água Minero Medicinal do Mouchão da Póvoa. Daquela que foi distinguida em 1913 com a medalha de ouro nas exposições mundiais de Londres e Roma, e em 1915 no Panamá, apenas restam garrafas vazias, os pequenos tubos envelhecidos e a água salinizada, longe de curar úlceras ou eczemas.[...]

Não havia vez nenhuma, sempre que ia a casa dos meus avós maternos, que não deparasse na cozinha com uma reserva de dois ou três garrafões de palhinha entrançada, na sua versão mais conservadora, com o rótulo "Água da Bela-Vista".
'Não bebas água da Companhia que essa nem se sabe de onde vem'- era a clássica recomendação da minha avó, referindo-se à 'água encanada' que provavelmente ainda vinha, e só, do Alviela.
A atestar essa eterna desconfiança, existia uma talha enorme com um torneirita, que era constantemente atestada com água dita 'de proveniência segura'. Ainda hoje me faz alguma espécie como teria ido parar a um 3º andar da R. de S.Marçal aquela super talha de barro, mas uma coisa era certa: não havia água choca, a temperatura era sempre fresca fosse em que altura fosse.
Muitas águas ditas 'de mesa e termais' existiram ao longo do Séc.XX, umas mais conhecidas que outras, e, enquanto a nascente não seca, ainda vamos tendo algumas que atravessaram todo esse século e resistem, oxalá, para mais uma viagem no tempo.
A da foto, já não se encontra e não deixa de ser curioso a observação no rótulo: uso externo e interno.
Sim, porque algumas, como a 'da Companhia', só seriam boas para escanhoar.

Créditos: imagem retirada Blog da rua nove




publicado por LMB às 18:11 | link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

15
16

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Books Invoicing

a propósito: o universo c...

limpar portugal

lx: debaixo dos pés

é a vida

pangea ultima

PECa

memória: peggy lee

iSilly

'like angels'

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Abril 2004

tags

37/2007

500 miles

7 maravilhas

abril

agostinho da silva

água

alentejo

algarve

allsopp

amazon

american

amero

amigos

anatomia

anos 60

apollo

apollonius

apple

apple. mac

applestore

apr

arrábida

arrabida

art building

arte

artsoft

astarte

atlântida

att

auschwitz

auto

azeitão

bacalhau

bairro alto

banco

bento

berenice abbott

biblia

bic

bijagós

bizplan

boi

casa portuguesa

computing

cosmos

creiro

cromos

cupertino

dakar

design

dias da radio

do fundo do baú

erp

europa

fiat

fred astaire

gene kelly

gourmet

hansaworld

história

ido mas não esquecido

igreja

iphone

ipod

jazz

lisboa

mac

mac os x

macworld

mafra

marketing

marte

memoria

merchandising

microsoft

mirror world

modelo

motor

mundo

natal

new york

nova iorque

outono

pavarotti

porto

portugal

renovaveis

rodrigo leão

rtp

russia

service

setubal

sic

star tracking

tejo

titanic

trizle

universo

verão

vida

todas as tags

gestão para Mac
Image and video hosting by TinyPic
blogs SAPO
subscrever feeds