Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

9 de Setembro. Yerba Buena Center for the Arts Theater, SF.
Mais do mesmo.

Créditos: imagem apple.com

tags:

publicado por LMB às 20:38 | link do post | comentar | favorito


"Apple's share, globally, cost us nothing. You can't be high-priced. That doesn't get us to the high volume that we aspire to."
Steve Ballmer, durante o Financial Analyst Meeting da Microsoft, no penúltimo dia de Julho.


Créditos: imagem apple.com


tags:

publicado por LMB às 18:45 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 30 de Agosto de 2009

A última vez em que uma aurora boreal foi visível em Portugal, por exemplo, foi em 25 de janeiro de 1938, segundo Alfredina do Campo, do Observatório Astronômico de Lisboa. "Nesse dia, entre o pôr-do-sol e 22h, em todo o norte de Portugal, foi visto no horizonte, a norte e a noroeste, um enorme clarão vermelho que espalhou confusão e pânico entre a população", disse. "Há relatos de que as pessoas correram para as igrejas julgando estarem perante o fim do mundo."
NYT
aparentemente, previsto em 13 de Julho de 1917. Nessa altura como forma de aviso, consta.
Rezam os autos: testemunhas 3; local, Cova de Iria.
Oito meses depois da aurora boreal e vinte e um anos após a notificação, toma lá que já almoçaste.

tags:

publicado por LMB às 17:17 | link do post | comentar | favorito



publicado por LMB às 09:06 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 28 de Agosto de 2009
Se de facto têm influência, como os quirólogos afirmam, então, há algumas que eu gostava de poder apagar da mãozita, se houvesse um 'tira linhas' para o efeito.
Conheci o 'Prof. Horus' por casualidade -ou não- a meio dos anos '70 num encontro de gente amiga. A curiosidade, obviamente, levou-me uns tempos mais tarde a integrar o leque de consulentes, ali ao Areeiro.
Sempre impecavelmente vestido e dono de uma enorme simpatia, atendia o anónimo -como eu- e a gente conhecida da época (sem contar com outros muito mais conhecidos e presentes nas fotos da sala) que eu nunca imaginaria poder encontrar. Não ali.
Mas... e porque não? Bem vistas as coisas, a curiosidade de saber o futuro assalta todo e qualquer um e, se por mero acaso -aqui sim- alguém disser que 'não', não me convence de todo. Poderão, esses, não recorrer a 'auxiliares' de prognóstico, mas a vontade de saber 'como/quando/e o quê' essa está lá.
Raúl Lapa ('Horus') criou reconhecimento aqui e 'lá fora' como quiro-astrólogo exímio; prevendo acontecimentos marcantes na vida de cada um daqueles que o consultava e que estes acabariam por constatar quando as coisas se desencadeavam. Pelo menos, uma larga maioria estará de acordo com aquilo que acabei de escrever, creio.
Eu não fui a excepção para confirmar a regra. E isso, deixa-me efectivamente algo apreensivo; de novo.
'A sua vida, divide-se unicamente em três fases distintas e muito vincadas' disse-me ele uma ocasião. Os períodos temporais foram assinalados a uma distância de quinze e vinte e cinco anos para as duas primeiras e devo reconhecer que não falhou, nem nisto nem em muitas outras coisas. Por isso, a terceira e última, aparentemente perto, dá que pensar e é impossível não me recordar, de resto, é como se tivesse alguém a segredar à orelha 'eh pá! mas não foste avisado?'. Devo ter sido. Mas, lá está: dá-se a importância que se quiser dar a estes 'avisos' e quando eles vêm a uma distância de mais de trinta anos, pensa-se que se consegue fintar algumas linhas da vida, só acabando por relembrar quando algo afinal acontece; normalmente das más, porque das boas, a memória é por vezes curta.
De Raúl, esteja ele onde estiver, fica então a estima e os seus alertas avant le temps.

Créditos: imagem RTP

tags:

publicado por LMB às 17:16 | link do post | comentar | favorito


Joaquín Lavado (Quino) criou uma personagem -e demais acompanhantes- intemporal. A inteligência dos diálogos e as muitas mensagens políticas e sociais refinadamente contidos numa tira de banda desenhada deram o seu contributo para que a dormência não se apoderasse de alguns, numa época pejada de ditaduras sul americanas.
Mafalda vai figurar, deste vez em resina e não a china, no bairro argentino que Quino viveu e fez viver a contestatária Mafalda, o capitalista Manelinho da mercearia e outros: San Telmo. Fica no banco de jardim, a partir deste Domingo.

Créditos: imagem elpais.com

tags:

publicado por LMB às 15:45 | link do post | comentar | favorito


Isto é curioso: por um lado, temos a nossa Ministra da Saúde a afirmar que 'desconhece que a vacina [para a gripe A] já esteja disponível em países europeus', por outro, basta recuar vinte e quatro horas para já se saber da entrega em Inglaterra e França.
Portanto, é só mesmo curioso. Nada de estranho, porém.

tags:

publicado por LMB às 15:23 | link do post | comentar | favorito

[...]There are many differences between Islamic and conventional banking practices. One fundamental difference is that Islamic banks do not charge interest. Rather than borrowers and lenders, the system is based on buyers and sellers.[...]
Comparando com as artimanhas da banca nacional relativamente ao 'spread' de empréstimos contratados, lendo este artigo aqui da CNN, poder-se-á ficar com a ideia que há algo de diferente na banca a Oriente. Justo e coisas assim no género.

Mas, banco é sempre banco.




publicado por LMB às 15:08 | link do post | comentar | favorito

Diz Amy Macdonald. Ouve-se bem.




publicado por LMB às 12:00 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 26 de Agosto de 2009

Às vezes mais vale estar quieto. Seria o conselho que eu daria à malta do marketing -sim, pode ter passado por lá, não será de geração espontânea certamente- a propósito do tiro no pé que deram ao alterar a versão norte americana de um anúncio da produtora de software e derivados, na sua filial polaca. A (má) alteração é bem visível na foto vinda da página da BBC que tem o resto da história.

Créditos: imagem BBC news

tags:

publicado por LMB às 20:01 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito


E agora, para algo verdadeiramente diferente: o sapatinho GPS.

tags:

publicado por LMB às 18:41 | link do post | comentar | favorito


E por falar em saudades: no país da tecnologia, até parece impossível como ainda se assinam contratos de fornecimento por período temporal muito abonado de... máquinas de escrever.
O feliz contemplado é a polícia de Nova Iorque.
Há nichos de mercado interessantes, não há?


publicado por LMB às 18:19 | link do post | comentar | favorito


Saudades de um sonzinho bacana? Clica aqui.


publicado por LMB às 18:11 | link do post | comentar | favorito


Não sei se servirá de muito, mas pronto: o Google tem a sua versão em havaiano.
Espera-se que um dia haja uma versão para mirandês que serbirá pa la cunstituiçon dua base scrita que puôda serbir cumo documentaçon de la lhengua, cumo anstrumento funcional pa ls sous falantes na scuôlarizaçon i na eilaboraçon lhiterárias.


publicado por LMB às 17:57 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 25 de Agosto de 2009
É bonitinho.

tags:

publicado por LMB às 00:56 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

15
16

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Books Invoicing

a propósito: o universo c...

limpar portugal

lx: debaixo dos pés

é a vida

pangea ultima

PECa

memória: peggy lee

iSilly

'like angels'

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Abril 2004

tags

37/2007

500 miles

7 maravilhas

abril

agostinho da silva

água

alentejo

algarve

allsopp

amazon

american

amero

amigos

anatomia

anos 60

apollo

apollonius

apple

apple. mac

applestore

apr

arrábida

arrabida

art building

arte

artsoft

astarte

atlântida

att

auschwitz

auto

azeitão

bacalhau

bairro alto

banco

bento

berenice abbott

biblia

bic

bijagós

bizplan

boi

casa portuguesa

computing

cosmos

creiro

cromos

cupertino

dakar

design

dias da radio

do fundo do baú

erp

europa

fiat

fred astaire

gene kelly

gourmet

hansaworld

história

ido mas não esquecido

igreja

iphone

ipod

jazz

lisboa

mac

mac os x

macworld

mafra

marketing

marte

memoria

merchandising

microsoft

mirror world

modelo

motor

mundo

natal

new york

nova iorque

outono

pavarotti

porto

portugal

renovaveis

rodrigo leão

rtp

russia

service

setubal

sic

star tracking

tejo

titanic

trizle

universo

verão

vida

todas as tags

gestão para Mac
Image and video hosting by TinyPic
blogs SAPO
subscrever feeds