Sábado, 31 de Janeiro de 2009
[...]The major blocking developing over the Northern Hemisphere means another round of severe cold is going to engulf Europe. The current pattern of storms, and milder weather, will break to a much colder pattern as the block backs west and arctic air comes south into Scandinavia and then spreads out. This will make this the coldest winter for Europe as a whole in years. [...]- J.Bastardi Senior Expert Meteo- 28Jan.

Ora aí vem mais uma lufada de ar frio que irá fazer de novo as delícias de patetas entrevistas dos canais televisivos nos seus noticiários, do tipo :'Então? Está muito frio não está?' ou infinitas reportagens sobre os flocos de neve que vão parar ao IP4, à A24, ao IP qualquer coisa com os seus camiões parados os quais, muitos deles, atravessam os Alpes e Pirinéus mas curiosamente só encontram dificuldade aqui, as aldeias que ficam -como se nunca tivessem ficado- isoladas por meras horas, as criancinhas que já não apanham o autocarro para ir à escola, tudo como se estívessemos a viver em pleno círculo polar ártico.

Pois bem, dentro de um par de semanas, virá aí frio de novo para a Europa, aqui, o quintal da dita, apanhará apenas os estilhaços do costume, segundo a previsão sempre certeira de quem percebe do assunto, não eu, mas o homem lá de cima a quem surrupiei o excerto que recebo por e-mail há anos. Ele (Bastardi) não é o único -e eu subscrevo- a defender uma tese contrária à de Al Gore: o 'aquecimento global' é cíclico na terra e depende em muito -não olvidando a actividade solar- de uma coisa simples a que se convencionou chamar AMO- Atlantic Multidecadal Oscillation que se relaciona directamente com a temperatura da água do Atlântico norte. Na opinião deste e de outros especialistas o fim do aquecimento das águas atlânticas estará perto do seu termo, o que induz a uma variação climática no sentido contrário àquela que tem vindo a ser defendida -muito por interesses económicos obviamente, como em tudo- e, por isso, será bom que nos habituemos, no hemisfério norte, a ver invernos mais frescos e verões mais amenos, o que, no meu caso particular -egoisticamente escrevendo- me agrada de sobremaneira.



publicado por LMB às 18:48 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009

O nosso ministro da cultura diz que 1 de Janeiro do próximo ano é o dia ideal para o despropositado 'acordo ortográfico' entar em vigor.
Algo que claramente só beneficiará o Brasil e nada mais. Por aqui, poderá o ministro ter a certeza que não vigora. De fato.


publicado por LMB às 13:17 | link do post | comentar | favorito


'Almadanada' foi um nome feliz para um estabelecimento comercial em Almada. Digo 'foi', porque não sei se ainda existe, como tantas outras que penso ainda existirem e já lá não estão.
Não é bem o caso da foto lá de cima: essa, eu assisti mais ou menos de perto à sucessiva metamorfose. É a praça S.João Baptista.
Mas naquele preciso local, que hoje é uma imensa pista improvisada de skate, existia o meu antigo Liceu: o D. João de Castro, que mais tarde passaria a Liceu Nacional de Almada. Complexo grande em madeira, um bocadinho melhor que 'pré-fabricado', foi palco das primeiras namoradas e de algumas 'vedetas' colegas de carteira: do carismático líder dos UHF ao actual presidente da ZON. Também se estudava, já agora.
Não tenho particular saudade. Recordo e comparo na memória guardada quando por lá passo, a Almada - e essa praça- de hoje e aquela do início dos anos 70 e pouco mais. Claro que me vem à memória essa praça (que não era bem praça ainda devido a sucessivas obras) pejada de Hércules, KTM e Honda 50 com alguns Mini 850 e Clubman à mistura para os mais abonados que ali impressionavam as meninas, para nuns escassos metros tomarem a bica no Café Central (esse ainda existe) não sem antes ver a novidade colada nas colunatas da Praça da Renovação que anunciavam a saída do LP Vol.4 dos Black Sabbath, edição importada e semi-autorizada.
Almadanada, esta.


publicado por LMB às 00:39 | link do post | comentar | favorito


Sugestivo, o título do que terá sido um dos últimos filme em cartaz no defunto cinema Quarteto. Triste fim de um dos melhores poisos cinematográficos da capital. Quando abriu, em 1975, como o primeiro 'multiplex' cá da lusa terra, ainda as pipocas e o sorver de 'coca-cola' estavam longe de tornar salas de cinema em imundície pegajosa.

tags:

publicado por LMB às 00:10 | link do post | comentar | favorito


Ingenuidade.


publicado por LMB às 00:06 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009

Confesso que, enquanto a inútil EMEL não tomar conta do espaço ou montar a sua registadora ambulante, o renovado parque da Av.Álvaro Pais, me dá, por vezes, um jeitaço simpático. Tão renovado está que até os sinais novinhos em folha e pintados no chão dão agora um ar de originalidade. Mural, quiçá.


publicado por LMB às 23:57 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Agora para Portugal: a IDC prevê que o mercado luso de TI possa valer 3,18 mil milhões de Euros em 2009.
Previsões: as boas, menos boas e assim-assim, aqui.


publicado por LMB às 22:57 | link do post | comentar | favorito


Créditos: IDC Worldwide Quarterly PC Tracker, January 14, 2009

tags:

publicado por LMB às 22:41 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009
Andrew Webb, da BBC, tem um artigo a que dá o título de 'My memories of the Macintosh'. Faz, o Mac, 1/4 de século esta semana ou coisa assim.
Mas a foto lá de cima, não é um Mac.
É uma outra máquina bem construída para altura, que se chamava Amstrad PCW8512 (antes deste modelo, o 8256, só com 1 drive de disquettes de 3'' também era válido e antes ainda, a série CPC 464, 664 e 6128) e dela guardo saudosas memórias -provavelmente este meu caro amigo também- num tempo em que a informática era uma coisa 'muito avançada', sobretudo se instalada em Vila Nova de Tázem.
Não sei quantos equipamentos desta marca vendi, seguramente largas centenas -e sendo modesto- isolados ou em bundle com aplicação de contabilidade em CP/M, um autêntico sucesso em qualquer gabinete de contabilidade e então se emparelhado com uma veloz matricial Admate, a coisa era estonteante.
Em Marinheiros (perto de Leiria) eu e este outro amigo aqui, chegávamos normalmente depois de jantar à casa/escritório de um TOC, ora para mais uma sessão de esclarecimento contabilístico ora para ver que estorno complicava o próximo lançamento no diário 'xpto' ora para falarmos com mais uns amigos do amigo 'mangas de alpaca' que queriam ver como tirar a alpaca e passar a digital e a 'demo' seguia calmamente pelas 22/23h ou madrugada mesmo se feita por ele ou logo pelas 21.30h se feita por mim (na verdade, tudo o que eu sabia da aplicação tinha sido ensinado por ele), mas passava rapidamente às questões técnicas e a alguns 'truques' de combinação de teclas que deixava a malta desorientada. Teve a sua piada, uma ocasião, em que a sacana da Admate prendeu um par de agulhas na fita e forçou uma impressão toda ela num bold muito muito negro, mas a compostura não se perdeu ali e a justificação saíu de rajada como sendo um 'negrito reforçado' para ser legível... Ninguém se atreveu a comentar.

Lembro-me, já muito rodado, que uma demonstração da aplicação -excelente , há que o dizer- a conseguia fazer em 45 minutos, debitando de cor grande parte das contas do POC, simulando enchimento da capacidade da disquette (eram necessárias 2: uma com a aplicação e outra para trabalho real, no caso de existirem dois drives de disquette), demonstrando contrapartidas, balancetes e coisas conexas que sempre odiei fora dali: a contabilidade, claro. Para a hora certa que tinha estipulado, sobravam então quinze minutos para as perguntas & respostas, mas estes, raramente eram suficientes e acontecia por vezes ter 'repetentes' na edição seguinte da matinée ou soirée para voltarem a ver tudo de novo, agora com novos colegas de ofício.

Esses eram os dias da informática lusa, há 1/4 de século atrás.


publicado por LMB às 18:22 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito


É sabido: Cupertino encontrou em Washington um amigo do peito. Ele, Obama, e a maioria do seu staff, gente de bom gosto, trabalham com Mac e não com PC's Windowzzzz. Portanto, nada pior que chegar à sala oval e ao resto dos gabinetes e deparar com sistemas obsoletos, PC's ranhosos, ligações inexistentes e alheios ao mundo cibernético já que a sugurança ditava não existirem contas de e-mail para circuito exterior.
A solução criou-se logo ali: Gmail para todos, enquanto a coisa não fica à séria.
O resto? Bom, o resto está no artigo do Washington Post.

Créditos: imagem macplus.net


tags:

publicado por LMB às 18:04 | link do post | comentar | favorito


Volta e meia aparece uma coisa boa.


publicado por LMB às 00:39 | link do post | comentar | favorito


Jim Carlton, o autor do livro estampado no post anterior, era (ou talvez ainda seja) em 1997, repórter e editor do 'The Wall Street Journal'. Um ano depois, a portuguesa Executive Digest Digital, publicava uma entrevista com ele, subordinada ao extenso tema de capa 'Apple: a arrogância foi o seu pecado original...'

O excerto aqui ao lado é dessa peça e, à distância de onze anos, avalia-se agora que a vidência é atributo que não lhe confere.
Quanto ao 'pecado original', esse, por acaso, estava -e está- certo.

tags:

publicado por LMB às 00:05 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Ainda está à venda e não, não conta estórias de Alfragide. Cupertino, mesmo.

tags:

publicado por LMB às 23:59 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

Sim, é mediático. E tem mesmo de ser. Afinal de contas será, a partir de hoje, o timoneiro da maior economia do mundo.
A nossa, periférica, minúscula e sem peso anda a reboque de outras e em particular desta, por isso, é obvio que a investidura do novo presidente norte-americano crie expectativa, não pelo pantone ou pelo nome do meio ser Hussein, mas pelo que -aparentemente- o homem representará de esperança e confiança renovada para um futuro comum, onde algumas empresas se entretêm a fazer projecções cinzento-escuro, quando curiosamente não souberam prever coisa alguma no passado recente.
Bola p'ra frente, rapaz.


publicado por LMB às 10:51 | link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 18 de Janeiro de 2009

Sitiados- 'Esta vida de marinheiro'

tags:

publicado por LMB às 11:14 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

15
16

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Books Invoicing

a propósito: o universo c...

limpar portugal

lx: debaixo dos pés

é a vida

pangea ultima

PECa

memória: peggy lee

iSilly

'like angels'

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Abril 2004

tags

37/2007

500 miles

7 maravilhas

abril

agostinho da silva

água

alentejo

algarve

allsopp

amazon

american

amero

amigos

anatomia

anos 60

apollo

apollonius

apple

apple. mac

applestore

apr

arrábida

arrabida

art building

arte

artsoft

astarte

atlântida

att

auschwitz

auto

azeitão

bacalhau

bairro alto

banco

bento

berenice abbott

biblia

bic

bijagós

bizplan

boi

casa portuguesa

computing

cosmos

creiro

cromos

cupertino

dakar

design

dias da radio

do fundo do baú

erp

europa

fiat

fred astaire

gene kelly

gourmet

hansaworld

história

ido mas não esquecido

igreja

iphone

ipod

jazz

lisboa

mac

mac os x

macworld

mafra

marketing

marte

memoria

merchandising

microsoft

mirror world

modelo

motor

mundo

natal

new york

nova iorque

outono

pavarotti

porto

portugal

renovaveis

rodrigo leão

rtp

russia

service

setubal

sic

star tracking

tejo

titanic

trizle

universo

verão

vida

todas as tags

gestão para Mac
Image and video hosting by TinyPic
blogs SAPO
subscrever feeds