Terça-feira, 30 de Outubro de 2007


Uma cirurgia facial é quanto este Prof. se habilitaria, no mínimo, se a acção fosse por cá. Abençoado.


publicado por LMB às 17:57 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

Este é o primeiro post sob influência Leopard. Uma coisa é já certa: a embalagem é um primor.
Vejamos, agora, o conteúdo.

tags:

publicado por LMB às 23:25 | link do post | comentar | favorito


Não tenho nada contra o marketing funerário, mas este aqui, plantado num outdoor no IC21, tem um 'je ne sais quoi...'


publicado por LMB às 16:24 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 28 de Outubro de 2007

Há bandas da década de '70 que ficam para sempre no canal auditivo. Algumas, ficam também na retina, e uma dessas dá pelo curto e simples nome de YES. Já o disse aqui em tempos: as belíssimas capas dos antigos álbuns 33rpm desta rapaziada saíam de um atelier gráfico inglês cheio de inspiração. Inspiração não faltava também no conteúdo desse vinil negro: 'Soon' é a última faixa do álbum 'Relayer' de 1974 e aquela que o video acima reproduz no concerto da banda resistente em 2002 em Amsterdão. Uma faixa de arrepiar.
'Tales from the topographic ocean' ficará para mais tarde.


publicado por LMB às 01:32 | link do post | comentar | favorito

1973- Tubular Bells I (original)


1998- Tubular Bells II


2003- Tubular Bells II


publicado por LMB às 00:13 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 27 de Outubro de 2007


publicado por LMB às 23:05 | link do post | comentar | favorito


O 'american dream' já não é o que costumava ser: os chavões mais ou menos recentes como 'globalização' e 'deslocalização' tomaram de assalto o tal sonho americano. Na verdade, sonho ou pesadelo, não é exclusivo norte-americano; o mesmo se passa por cá. O regresso aos trabalhos forçados, às semanas sem descanso, às longas e monótonas horas agarrados aos cêntimos da sobrevivência, são o real panorama de muitos que se contentam com nada ao 'serviço' de empresas, empresários e políticos merdosos e gananciosos.
A série de documentários 'The Outsourcing Report' que, embora digam respeito à actualidade norte-americana, são de igual forma válidos para outros países ditos desenvolvidos, onde curiosamente, este nosso se insere.

Créditos: imagem LinkTV


publicado por LMB às 18:37 | link do post | comentar | favorito



publicado por LMB às 17:22 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

Percebido, ou nem por isso? Um destes dias, escrevo sobre 'doshas', porque algumas das coisas realmente boas, não estão neste quintal lusitano.


publicado por LMB às 23:57 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 23 de Outubro de 2007

Uma vez que estão todos à espera que eu opine, pronto, aqui vai: não gosto. Percebo que a dupla Siza&Souto fiquem apoquentados com tão douta e profunda opinião, mas olhem, quem dá o que tem...
E não, não considero 'piroso' ter uma avenida com canteirinhos de flores e relva, uma calçada artística, uns bancos de jardim vermelhitos e caca de pombo.
A nova versão da portuense Avenida dos Alienados, digo, Aliados, é uma bosta de pombo tamanho XXL. Não sou, por norma, um tipo resistente à mudança, mas se esta implica destruir para não melhorar, então, o escudo defensivo eleva-se.

'Tripeiro' por adopção durante os anos que vivi na Invicta, sempre foi a minha cidade de eleição bem à frente da natal Lisboa, e, talvez por isso, não consigo embeber esta nova paisagem de enorme pista de skate encimada por um 'lava-pés' generoso, naquela que durante décadas foi considerada a sala de visitas do Porto e que ainda hoje, teimosamente, ilustra websites e brochuras recentes de organizações internacionais ligadas ao turismo, ilustrações essas que não contemplam ainda a sua nova realidade.
Se pensam que têm ali um grande e belo projecto, é porque estão a ver mal. Muito mal.

tags:

publicado por LMB às 23:56 | link do post | comentar | favorito


Francis Cabrel


publicado por LMB às 17:32 | link do post | comentar | favorito



Ora aqui está um par de livros que não se vê todos os dias: cães & gatos que ficaram para a história.
Devo dizer que fiquei surpreendido quando abri a newsletter da editora Guerra & Paz e até pensei, no primeiro embate, que se tratasse de um título camuflado; mas não.

Sam Stall -o autor- parece ser um amigo dedicado à espécie e tem outras obras ao redor dos pequenos canídeos e felinos.
Sabia que Peritas, o cão, impediu Alexandre, o grande, de ser morto por um elefante? Ou que Black Shuck serviu de inspiração para a obra 'O cão dos Baskervilles'?
Pois é.


publicado por LMB às 15:57 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

Foi preciso ver o 'Conta-me como foi' para me recordar de algo há muito esquecido: o responso. Neste caso, o responso a Sto. António, eterno vigilante das coisas perdidas, contudo, desde que não perdidas há demasiado tempo, porque nestas coisas também existe um prazo de validade.
E mais: não é admitido engano na invocação. Se ele ocorrer -o engano- é meio caminho andado para que aquilo que foi perdido, não se ache mais.
As invocações existem em versões mais alongadas ou curtas e incisivas como esta:

Contra males e demónios
rezar sempre a Santo António
aplaca as fúrias do mar

tira os presos da prisão
e o perdido faz achar

apareça , apareça o diabo sem cabeça.

A encenação é de igual modo necessária: uma cadeira voltada de pernas para o ar com um lenço com nó e por sua vez atado a uma das pernas, ou, o mesmo lenço preso debaixo de um pé de mesa, simboliza que dali Belzebu não sai, preso pela cauda. Esse, pelo menos, não atrapalhará o achado.
Diz a voz do povo, que é infalível. E nestes assuntos, o povo é quem mais ordena. Eu, não sei. Recordo-me sim, de ver e ouvir quando era garoto algo do género, do mesmo modo que ouvia os mais velhos falar da 'influência da lua' nas criancinhas que 'até podia ser fatal'. Para prevenir, ao terceiro dia após o nascimento, seria conveniente 'oferecer' o menino ou menina 'à lua' para que ela não entrasse, no tal modo mais desgraçado. Na soleira da porta, o ritual dizia-se assim:

Lua, luar

Aqui tens o meu menino(a)

Ajuda-mo a criar

Tu és a mãe

Eu sou a ama

Abençoa-o tu
Que eu lhe dou a mama.





publicado por LMB às 14:50 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 20 de Outubro de 2007





publicado por LMB às 23:48 | link do post | comentar | favorito


[...]E quando arrastas milhares de homens, mulheres e crianças para as câmaras de gás, mais não fazes que cumprir o que te mandam, não é assim, Zé Ninguém? És tão inofensivo que nem sequer te dás conta do que se passa.
És um pobre diabo que nada tem a dizer, sem opinião própria; quem és tu para te meteres na política? Eu sei, já te ouvi a mesma tirada com frequência. Mas deixa-me perguntar-te: porque não cumpres o teu dever quando alguém te afirma que és responsável pelo teu trabalho, ou que não deves bater nas crianças, ou seguir ditadores?
Onde está então o teu sentido do dever, a tua inócua obediência? Não, Zé Ninguém, tu não ouves quando fala a verdade, só podes ouvir o ruído sem sentido. E gritas então “Viva!”.

És cobarde e cruel, sem o mínimo senso do teu verdadeiro dever, o de ser humano e preservar a tua humanidade. És uma medíocre imitação do sábio e extraordinária a da do ladrão. Os teus filmes, programas de rádio e histórias de quadradinhos abundam em toda a espécie de crimes. Terás de arrastar ainda durante séculos a tua mediocridade antes de poderes tornar-te senhor de ti próprio. Se me separo de ti é a fim de melhor poder servir o teu futuro. Porque à distância não podes atingir-me e tens mais respeito pelo meu trabalho. Desprezas o que te está perto. Colocas os teus lideres em pedestais porque doutra forma não poderias “fazer de conta” que os respeitas. É, por isso que, desde que a história é história, os grandes homens sempre souberam manter-te à distância.[...]

Wilhem Reich


publicado por LMB às 23:40 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

15
16

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Books Invoicing

a propósito: o universo c...

limpar portugal

lx: debaixo dos pés

é a vida

pangea ultima

PECa

memória: peggy lee

iSilly

'like angels'

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Abril 2004

tags

37/2007

500 miles

7 maravilhas

abril

agostinho da silva

água

alentejo

algarve

allsopp

amazon

american

amero

amigos

anatomia

anos 60

apollo

apollonius

apple

apple. mac

applestore

apr

arrábida

arrabida

art building

arte

artsoft

astarte

atlântida

att

auschwitz

auto

azeitão

bacalhau

bairro alto

banco

bento

berenice abbott

biblia

bic

bijagós

bizplan

boi

casa portuguesa

computing

cosmos

creiro

cromos

cupertino

dakar

design

dias da radio

do fundo do baú

erp

europa

fiat

fred astaire

gene kelly

gourmet

hansaworld

história

ido mas não esquecido

igreja

iphone

ipod

jazz

lisboa

mac

mac os x

macworld

mafra

marketing

marte

memoria

merchandising

microsoft

mirror world

modelo

motor

mundo

natal

new york

nova iorque

outono

pavarotti

porto

portugal

renovaveis

rodrigo leão

rtp

russia

service

setubal

sic

star tracking

tejo

titanic

trizle

universo

verão

vida

todas as tags

gestão para Mac
Image and video hosting by TinyPic
blogs SAPO
subscrever feeds